quinta-feira, 17 de março de 2011

A Sacrificada vida dos Animais Domésticos


Quem não se comove com uma carinha fofa de um cãozinho bem peludo? Há aqueles que preferem os pelados ou quase nenhum pêlo.

Outros tem um gosto menos delicado, preferindo os cães de guarda e de porte grande. Ainda há aqueles que preferem os gatinhos, passarinhos, tartarugas, cobras, iguanas, furões e outras infinidades de bichinhos.

As fofuras alegram o ambiente, causam harmonia e nos recompensam com suas gracinhas. Por hora, vamos deixar parcialmente de lado estas coisinhas adoráveis e falar dos animais domésticos.

A rotina de um animal doméstico é exaustiva, principalmente com a convivência com estas fofurinhas. Todo dia de manhã os animais domésticos acordam e a primeira coisa que fazem é limpar as “caquinhas” e “xixi” mal cheirosos destes fofos bichinhos. Em seguida organiza toda a bagunça produzida durante a noite, servir comida saborosa e água limpa.
Sendo um dia de sol proporciona à tais fofuras um delicioso banho com um Shampoo apropriado.

Em alguns casos os animais domésticos custeiam uma ida ao pet shop para que o banho e um corte no pêlo(conhecido como tosa), seja feita por um profissional qualificado.

Em algumas épocas do ano os animais domésticos precisam estar atentos, pois tais fofuras precisam de vacinas e cuidados veterinários para que sua saúde esteja sempre bem. Sem contar os passeios, roupinhas, brinquedos, ambientes apropriados para que vivam sempre felizes.

As fofuras comem 200 gramas de ração e parecem ter um sistema de digestão que duplica esta quantidade na hora em que fazem suas caquinhas. Com tantas responsabilidades com estes fofos bichinhos, a sacrificada vida do animal doméstico tem as suas recompensas. Lambidas carinhosas, carinhos peludos se enroscando pela perna, cantos matinais maravilhosos, elogios dos outros animais domésticos pelo afinco com que cuida dos fofos bichinhos.

Há uma imensa lista de recompensa em ser um animal doméstico apesar de todo e qualquer sacrifício. Talvez você esteja meio confuso sem entender muito bem o que estou falando. Afinal pelo que você saiba desde sua existência os animais domésticos seriam as fofuras de bichinhos dos quais vos falo neste momento. Pois é podem ser… Se você tiver algum que limpe a sua caquinha, te leve ao médico, te dê água fresca, te leva para passear, pague suas contas e no fim você agradeça com uma simples lambida… Pode chamá-lo de seu animal doméstico.

Caindo a ficha agora… Que tal se perguntar quem é dono de quem?
Na verdade não importa! O que seria de nós amantes dos tão folgados bichinhos se eles não existissem na nossas vidas? Apenas lhe digo, nunca queira adotar um elefante, já pensou o tamanho da caquinha?

Nenhum comentário: